CAPACITAÇÃO:  MODELOS E MÉTODOS

Afazeres: um mapa mental para sua rotina

Registre estavelmente a parte estável do que você tem para fazer

Um dos possíveis usos de mapas mentais é para registrar os afazeres. Uma primeira abordagem normalmente é registrar todas as coisas para fazer em um só mapa mental. Essa abordagem tem um potencial inconveniente:  o mapa mental pode ficar muito grande e de manutenção e manuseio mais difíceis.

Uma forma de lidar com isso se baseia no fato de que, dentre os afazeres, há alguns constantes e repetitivos, como pagar contas e empregados, o que chamamos de rotina. Separando os afazeres estáveis dos dinâmicos, podemos elaborar um mapa mental para os primeiros e outro para os segundos. Assim, o mapa mental mais sujeito a alterações fica menor e mais tratável. Esta matéria descreve um modelo de mapa mental para a rotina.

Às vezes você terá que fazer algo, mas ainda não decidiu o que será, como no caso de um aniversário. Assim, o conteúdo do mapa mental da rotina inclui também eventos.

No final está disponível para download um arquivo do EasyMapper com o modelo de estrutura do mapa mental da rotina.

 

Por Virgílio Vasconcelos Vilela

Desenvolvedor do EasyMapper - Editor e webmaster dos sites www.MapasMentais.com.brwww.MindMapShop.com.br, www.Possibilidades.com.br - Autor do e-livro Modelos e Métodos para Usar Mapas Mentais.

Contato: virgiliovv@uol.com.br

 

O modelo

Outras possibilidades

Uso

Recurso

O modelo

No dia a dia temos coisas que se repetem, a períodos e condições variáveis:

- coisas que devem ser feitas diariamente, como alimentar-se e cuidar do corpo.

- coisas a fazer em dias úteis, como levar filhos à escola, olhar o correio da residência.

- coisas que se repetem toda semana, como a diarista e o banho do cachorro.

- coisas mensais, como contas da casa, e anuais, como aniversários e impostos de bens.

- coisas regulares, mas sem uma data fixa. Por exemplo, você pode ter uma conta de correio que não usa muito, e só de vez em quando vai lá. Se você tem um site, de vez em quando dá uma olhada nas estatísticas de acesso.

- coisas eventuais, ou seja, que dependem da ocorrência de um evento. Por exemplo, se você faz controle de despesas, registrá-las se repete, mas depende de ter ocorrido um gasto.

Em síntese, essas coisas são fixas ou pelo menos estáveis: você pode ter certeza de que elas acontecerão e você terá algo a fazer como decorrência. Chamamos ao todo dessas coisas de rotina.

O que é necessário ou muito freqüente na rotina é mais difícil de ser esquecido. Para as outras, você provavelmente vai querer um controle. Outra situação que justifica um controle é se sua rotina envolve muitas coisas; neste caso, mesmo tarefas comuns podem ser esquecidas.

Esse controle pode ser implementado em mapa mental; veja um exemplo abaixo. Nele incluímos várias possibilidades; algumas podem não ocorrer no seu caso, ou você pode ter outras. O mais importante é que a estrutura do mapa mental esteja completa, para que você sempre tenha onde encaixar um novo item.

Note:

- O mapa mental nem sempre indica o que fazer, por vezes registra o que vai acontecer, como um aniversário ou vencer uma conta. Para alguns você sabe o que fazer, como contas, que são pagas e arquivadas. Para outros, você resolve na oportunidade, como no caso de aniversários: telefonar, visitar, dar presente, enviar cartão.

- O ramo mensal tem tópicos para o início e o fim do mês: pode-se prever a época, mas não um dia preciso.

- Em alguns casos pode haver uma época do ano para você fazer algo, como as compras escolares, agendadas para dezembro (para conseguir melhores preços). Neste caso, não é preciso indicar um dia, como no exemplo ("Anual/Dez").

- Pode haver certas coisas que vão acontecer mas estão muito distantes, como um vencimento de título ou bodas. Criamos um ramo "Outros" para essas, apenas com uma menção. Uma vantagem de manter coisas mais distantes em mente é poder ir pensando no que fazer com tranquilidade, como por exemplo no caso de definir o que fazer no aniversário de 18 anos da filha.

Uso

Um bom momento de usar o mapa mental da sua rotina é no início do dia, ao planejá-lo. Você vai olhar necessariamente os ramos da rotina diária, os regulares, os eventuais e para o dia da semana, e os ramos para o mês e o ano onde se aplicarem.

Eventualmente você pode dar uma olhada à frente para descobrir tarefas de preparação. Por exemplo, para o dia em que a diarista vier, você terá que pagá-la, e pode ter que tirar dinheiro.

Outras possibilidades

- Coloque um tópico para o mapa mental de rotina em seu mapa mental máster, com um link para o respectivo arquivo.

- Você é o responsável natural por fazer o que deve ser feito. Uma alternativa é delegar; quando você coloca uma conta em débito automático, está delegando ao banco a responsabilidade pelo pagamento. Você pode indicar essa delegação no mapa mental com alguma formatação no tópico, como cor de fundo ou borda diferente, talvez um ícone se o programa permitir.

- Se disponíveis no software, podem ser usados ícones para tipos de itens, como um cifrão para contas.

Recurso

Modelo do mapa mental da rotina para o EasyMapper (.zip, 1 KB)


 

 

 

   HOME    RECURSOS     DEPOIMENTOS     DOWNLOAD     CAPACITAÇÃO     LICENCIAR

© 2008-2013 Virgílio Vasconcelos Vilela