CAPACITAÇÃO: EXPERIÊNCIA

Feira cultural de última hora

Mapas mentais viabilizaram a apresentação

 

Por Virgílio Vasconcelos Vilela

Desenvolvedor do EasyMapper - Editor e webmaster dos sites www.MapasMentais.com.brwww.MindMapShop.com.br, www.Possibilidades.com.br - Autor do e-livro Modelos e Métodos para Usar Mapas Mentais.

Contato: virgiliovv@uol.com.br

 

É 2002. Uma feira cultural em um colégio de Brasília vai acontecer. A quatro dias da apresentação, duas equipes tinham feito apenas o projeto. A professora-coordenadora pediu socorro, e resolvi usar mapas mentais.

Os temas eram Sedução e Futebol, ambos com enfoque em Ciências da Natureza. Em três sessões de algumas horas, foi possível mapear todo o conteúdo relevante para cada projeto, o autor com o conhecimento de mapas mentais e do software (na época era o MindMapper), a professora gerenciando o conteúdo. Um dos mapas mentais seria exposto em uma parede e foi ampliado para 1 metro quadrado.

Para encurtar a história, insiro os depoimentos:

Professora: "Sem os mapas mentais teria sido impossível trabalhar tanto conteúdo no tempo disponível. Se os mapas mentais tivessem sido aplicados desde a etapa de projeto, muitos conteúdos não relevantes teriam sido filtrados e muito tempo e esforço economizados.”

Aluna, coordenadora de uma das equipes: “O mapa mental não só ajudou a elaborar o trabalho e a distribuir os tópicos entre os participantes, como também a organizar as idéias para a apresentação. Os professores deviam usar mapas mentais.”

Vale comentar que o processo de mapeamento não fluiu tão bem assim no início. Tinha pensado em eu mesmo mapear o conteúdo e a professora começou a imprimir as fontes. Quando já tinha umas 40 páginas, vi que não era viável e foi então que adotamos uma estratégia colaborativa.


 

 

 

   HOME    RECURSOS     DEPOIMENTOS     DOWNLOAD     CAPACITAÇÃO     LICENCIAR

© 2008-2015 Virgílio Vasconcelos Vilela